25 de março de 2014

05 Dicas para você arrasar na gestão de pessoas de sua empresa

Olá pessoal! Tudo bem? Trago boa novas... Após receber muitos emails me perguntando sobre como ser um bom gestor, quais atitudes devemos tomar e outras perguntas similares, resolvi postar aqui no Blog Gestão em Recursos Humanos, um "resumão" com cinco dias infalíveis para você (gestor ou não) que quer arrasar na sua empresa.

Confira as dicas comigo e não deixe de comentar abaixo o que achou:


1) Desperte a cooperação na sua organização: As organizações são formadas por indivíduos que buscam alcançar objetivos, que em ação individual isolada não conseguiriam alcançar. A cooperação entre esses indivíduos é essencial para a existência da organização. Para despertar essa cooperação, o gestor de recursos humanos precisa estar atento ao seu ambiente e grupo de trabalho, buscando encontrar os valores incomuns, as metas que são atribuídas à cada integrante ou departamento, as estratégias elaboradas em conjunto, as sugestões e até mesmo, as reclamações que possam surgir nesse ambiente.

2) Faça uma listagem de cargos, funções e tarefas de todos os colaboradores: O segundo passo da nossa caminhada, na administração dos recursos humanos, é de descrevermos os cargos presentes em nossas organizações. Para realizar esta etapa, é importante sabermos a definição de cargo: Um cargo consiste em enumerar todas as tarefas e responsabilidades atribuídas ao seu ocupante. Vale ressaltar, que quando vamos descrever um cargo, não podemos levar em consideração a pessoa que ocupa atualmente, e sim o que esse cargo deve realizar, quais são as suas atribuições.

3) Identifique as anomalias ou excessos: Neste momento, você deve ficar bastante atento, porque poderá encontrar algumas “anomalias”. Confira o exemplo abaixo (bastante comum em empresas que contratam familiares, amigos necessitados ou indicados): Excesso de encarregados, chefes e líderes; Trabalho de N funcionários sendo realizado por 2 N funcionários; Trabalhos criados para ocupar pessoas em condições precárias de saúde, capacidade física e/ou disciplina; Trabalhos (ou cargos) criados para promover injustificadamente as pessoas e que na realidade não são necessários.

4) Verifique a administração dos salários de cada colaborador ou departamento: O próximo passo dessa caminhada é a administração dos salários, dessa forma, vamos abordar uma visão financeira de sua empresa, dos salários que são ou serão pagos a cada cargo descrito na fase anterior. Nós podemos chamar de administração de salários, um conjunto de normas e procedimentos que visam estabelecer e/ou manter estruturas de salários equitativas e justas na organização. Tome cuidado neste momento para que não haja influência na alteração de salários por motivos paralelos, como família, apadrinhamento e etc.

5) Mantenha-se sempre atualizado: Indico a prática de estudos constantes, pois você, assim como qualquer outro colaborador de outra área, precisa manter-se atualizado de todas as transformações que ocorrem no mundo da gestão de pessoas. Na área de recrutamento e seleção, motivação, avaliação, fidelização. Vá além, estude todo o processo de sua empresa e seja um verdadeiro gestor.