7 de janeiro de 2014

Como vivificar o trabalho na sua equipe ou empresa

Muitos gestores ficam perguntando-se nesta época, como fazem para retomar suas atividades e inspirar seus colaboradores a cada início de ano. E para nos auxiliar um pouco mais nessa conversa, busquei leituras com um enfoque mais filosófico do que materialista, visando o colaborador, como um real ser humano, que possui mente, hábitos e principalmente, diversos sonhos e desejos dentro de si.

Para fazermos este estudo, considero três passos importantes que precisamos compreender:

Gestor em RH, Gestão de Equipes, Gestão de Mudança, Gestão de Pessoas, Dicas de Estudo, Artigo, Inovação, Motivação

1) A mente está sempre em atividade

Podemos afirmar que a mente do ser humano foi criada para trabalhar, ou seja, ela está sempre em plena atividade, ela está sempre viva. Mesmo quando o corpo encontra-se imóvel, sabemos que a mente está trabalhando e não há meio de fazê-la parar. Sabemos ainda, que a mente está em constante trabalho, até mesmo quando a pessoa está dormindo.

2) Tudo depende da maneira como utiliza-se a mente

Embora já sabemos agora, que todas as mentes estão em constante trabalho, porque algumas pessoas alcançam o sucesso e ficam ricas, enquanto outras fracassam e até mesmo adoecem? Estudos apontam que tudo está na maneira como aquela pessoa utiliza a sua própria mente. O fato de ter bons hábitos, realizar leituras, ter momentos de reflexão, de passeio, momentos com a família e etc, aponta a atitude mental tomada por aquela pessoa.

Desta forma, aquela pessoa que tem preguiça pra tudo, parece estar sempre atrasada, não cumpre horários, não aproveita os bons momentos da vida, acaba não compreendendo esta lição e infalivelmente fracassa.

O primeiro passo para transformar esta mente é abrir o campo da visão, para entender o mundo onde vive e compreender que esta pessoa faz parte de algo muito maior - que agora denominamos de Vida. Para esta pessoa, seu trabalho é uma prisão, seus chefes são carrascos e ele nunca ficará contente com nenhuma postura de sua empresa, mesmo que esta seja uma das melhores.

Reconhecer-se como parte de um todo, fará com esta pessoa, abra os seus olhos para a Vida que existe nela, e desta forma, ela perceberá que a sua empresa, também conta com ela para crescer e propiciar o desenvolvimento de habilidades nesta pessoa. Em outras palavras, podemos dizer que a empresa é uma verdadeira escola e que o sucesso desta pessoa, também será o sucesso desta empresa.

Trabalhar com alegria, dedicação e respeito a Vida, é vivificar o trabalho onde está e propiciar aos seus colegas e sua equipe uma escola ainda mais eficaz e um sucesso certeiro no final desta etapa.

3) O papel do gestor vivificador

Agora, que já entendemos a verdadeira motivação de nossos colaboradores, podemos falar sobre o real papel do profissional, visto neste caso, como um gestor vivificador de sua equipe. Este irá dar vida aos seus colaboradores, fazendo-os compreender que a equipe onde está inserido poderá ser a melhor equipe do mundo, contando que assim esteja sintonizadas as mentes dos integrantes.

Uma equipe sintonizada, é uma equipe diferenciada. Pois, trabalha em conjunto e visa o desenvolvimento, aprendizagem e sucesso de todos, sem ultrapassar limites éticos, culturais e religiosos. Respeito, valorização, humanização, cumprimento e incentivo são algumas das principais pílulas que podem salvar e diagnosticar muitas equipes de nossas empresas, e o papel deste gestor vai muito além de apontar o que deve ser feito.

Para vivificar a sua equipe, é preciso estar com ela, percebendo os desafios enfrentados, as diferenças, os sonhos de cada colaborador, de cada ser humano presente naquele ambiente. Este trabalho, certamente trará alegria e satisfação tanto aos integrantes como à toda a empresa e o resultado não poderá ser outro, se não, o sucesso absoluto.