18 de junho de 2013

Políticas da Gestão de Pessoas (parte 02)


Vamos agora dar continuidade aos nossos estudos sobre as políticas de gestão de pessoas defendidas pelo estudioso Chiavenatto, após a leitura da primeira parte, postada há alguns dias, vamos agora para a parte final.

Políticas de Desenvolvimento de Pessoas


  • Saiba quais serão os critérios de preparação, atualização e aperfeiçoamento da sua força de trabalho, ou seja, da sua equipe de colaboradores.
  • Desenvolva a linha de critérios para desenvolver este processo a médios e longos prazos, sempre visando a contínua aprendizagem e capacidade de cada colaborador.
  • Crie condições capazes de desenvolver valores entre a equipe, como a ética, caráter, organização e busca pelo ideal humano.
  • Possibilite no seu ambiente de trabalho, programas de comunicação interna - um canal aberto entre os membro da equipe e seus superiores.


Políticas de Manutenção de Pessoas


  • Aprenda como manter a força de trabalho motivada., com o moral elevado, participativa e produtiva dentro da sua organização, propiciando um clima leve à todos os colaboradores.
  • Utilize-se de critérios relativos às condições físicas ambientas, ou seja, vise a importância da manutenção, higienização e segurança no desenvolvimento de qualquer tarefa.
  • Alia-se a programas de qualidade de vida no trabalho idealizados por municípios, estados ou governos.
  • Mantenha e defenda um relacionamento de bom nível entre todos os colaboradores, departamentos e organizações.


Políticas de Monitoração de Pessoas


  • Saiba como manter um banco de dados útil, capaz de fornecer as informações necessárias para suas futuras análises.
  • Utilize-se de diferentes critérios de auditoria.
  • Possibilite a ampliação do SIG, para tomadas de decisão e elaboração de relatórios gerenciais.


Estas políticas, expressam na sua totalidade, os valores éticos da sua organização, que irá em conjunto, governar as atuais e futuras relações com os steakholders. E é a partir destas políticas, que você poderá definir com um maior fundamento e clareza, todos os procedimentos e normas que serão implantados, orientado o desempenho das atividades, dos cargos e funções, conforme cada objetivo de cada organização.

Cabe por fim salientar, a importância do gestor de pessoas a quem ocupa o cargo de comando na condução e prática das estratégias e políticas das organizações, ou seja, comece por você - a mudança da sua organização.


Um abraço à todos os gestores e estudantes e até a próxima postagem!