25 de fevereiro de 2010

ULBRA entra na Gestão do Conhecimento

Parece consenso de que o material humano é responsável direto pelo sucesso de uma empresa. Mas como transferir “know how” de cada colaborador para todos da Instituição? Para vencer esse desafio, muitas empresas usam de ferramentas da gestão do conhecimento, metodologia multidisciplinar que vem se desenvolvendo nos últimos anos. A partir dessa quinta-feira (14.01), a ULBRA vai abrigar uma sede da Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento (SBGC) em seu campus Canoas. Indústrias, empresas varejistas e de serviço do município, além da comunidade acadêmica e sociedade em geral serão convidados a participar. A cerimônia de inauguração ocorre no Plenarinho da Reitora da Universidade, às 19h30, e terá a palestra do Vice-Presidente Nacional da SBGC, Jerônimo Lima.

A SBGC é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sem fins lucrativos, que atua para a inserção das pessoas e organizações, contribuindo para diminuir a desigualdade no acesso ao conhecimento e para a melhoria da competitividade das instituições. Através de fóruns e eventos, a entidade promove a troca entre os mais diversos segmentos econômicos e acadêmicos, em busca da otimização de suas atividades. A Gestão do Conhecimento agrega conceitos multidisciplinares de áreas como informática, administração, comunicação, marketing, psicologia, entre outros.

O núcleo Canoas da SBGC terá a frente o coordenador do curso de Ciência da Computação da ULBRA, Anderson Yanzer. Segundo ele, uma de suas primeiras ações será buscar diálogo com entidades representativas e empresas do município. A idéia é expandir a Gestão do Conhecimento para as instituições de qualquer porte. “Atualmente ela atua de forma sistematizada e estruturada somente em grandes empresas e em algumas médias que já viram a importância de gerenciar o seu capital intelectual”, afirma o professor.

Anderson Yanzer
Anderson Yanzer

Democratizar o conhecimento de um colaborador entre os demais pode ser o diferencial em uma empresa. No entanto, do ponto de vista do profissional, trata-se da quebra de um paradigma que dependerá, fundamentalmente, da relação entre gestor e funcionário. De acordo com Yanzer, essa mudança cultural ocorre a partir do momento em que o profissional se dá conta de que “se a empresa crescer, ele cresce também”. “Se eu ofereço o meu conhecimento, também poderei utilizar o do outro. O software livre (LINUX) é um exemplo, pois todos acabam usufruindo do produto final”, explica.

Mais informações sobre a inauguração do núcleo de Canoas da SBGC pelo fone (51) 3477.4000 - Ramal: 2639 ou pelo mail dirinformatica@ulbra.br.

Fonte: Portal ULBRA Agora