18 de janeiro de 2011

Começando a falar de Gestão do Conhecimento

"A empresa é o lugar onde se organizam os saberes e as inteligências individuais em inteligências coletivas, com capacidade criativa de empreender." Jaques Morin

Para iniciar esta nossa nova etapa de estudos, sobre a importância da "Gestão do Conhecimento", falarei do livro que estou lendo neste momento: "Gestão do Conhecimento: Um guia prático rumo a empresa inteligente" de Klaus North da Editora QualityMark.

A obra apresenta os aspectos mais imrpotantes da gestão do conhecimento nas organizações, oferecendo uma metodologia prática - e muitas vezes lúdica, para a implementação desta gestão nas pequenas e médias empresas, bem como nas grandes organizações.

Trazendo da simplicidade do dia-a-dia das empresas até a "guerra" entre elas - do que pensam, de como agem e como farão com as diversas situações do mercado atual.

Já de início, pude notar que o autor busca - de forma clara, apresentar as condições para se cumprir essa meta, ou seja, o início efetivo de troca de conhecimentos dentro da empresa.
  • Condições básicas: o modelo da empresa, as diretrizes, e os sistemas de incentivo devem acoplar o êxito das unidades de negócio e a contribuição ao desenvolvimento da empresa.
  • Regras do jogo: deve-se conseguir na empresa um mercado de conhecimentos com oferta e demanda.
  • Processos/estruturas: devem ser desenvolvidos suportes e meios eficientes de organização e transferência do saber.
Assim, seguiremos nossos estudos, descobrindo que a gestão do conhecimento tem diversas tarefas, entre elas: garantir que os conhecimentos necessários estejam sempre à disposição, para que haja dinamicamente o desenvolvimento dos setores e equipes envolvidas; garantir e propiciar que o conhecimento - troca de informações, ocorra sempre da melhor forma, propiciando aperfeiçoamentos, maiores aproveitamentos e especializações.

DICA: Para acompanhar nossos estudos, indicamos que você compre o livro "Gestão do Conhecimento: Um guia prático rumo a empresa inteligente" de Klaus North, para que possamos estar atualizando nossas idéias e desenvolvendo ainda mais nossas organizações.